Iniciou sua carreira ainda criança como protagonista do filme “O Meu Pé de Laranja Lima” em 1970, no mesmo ano estreou na Tv como protagonista da telenovela “Tilim” da Record, em seguida participou de “Véu de Noiva” (Globo-1969), “O Príncipe e o Mendigo” (Record-1972) e “Escalada” (Globo-1975). Em 1977 foi escalado para ser o primeiro Pedrinho do “Sítio do Picapau Amarelo” na Globo, personagem que interpretou até 1980. Depois que deixou a série ainda integrou o elenco da telenovela “O Amor é Nosso” (Globo-1981), ao lado de Rosana Garcia, atuou também  na montagem da peça “Blue Jeans”. Com o fim da carreira artística, Júlio resolveu estudar Filosofia. Abandonou a carreira e hoje é sócio de uma empresa de transportes de carga. Júlio César foi casado, separou-se e tem uma filha, Fernanda. Volta e meia ele participa de programas de TV relembrando seus tempos de Sítio.