A primeira aparição de Reny de Oliveira nas novelas aconteceu em “A Última Testemunha”, de Benedito Ruy Barbosa, (TV Record/1968), onde interpretou Biba, a protagonista cega surda-muda, Reny vinha do teatro para iniciar uma sucessão de trabalhos na Tv. Depois engrenou uma novela atrás da outra, ainda vieram: “Algemas de Ouro” (TV Record-1970), “As Pupilas do Senhor Reitor” (TV Record-1970), “Os Deuses Devem Estar Mortos” (TV Record-1971), “Escalada”, onde atuou ao lado de André Valli e Júlio César, (TV Globo-1975), “O Feijão e o Sonho” (TV Globo-1976), “O Espantalho” (TV Tupi-1977) e “Éramos Seis” (TV Tupi-1977), este foi o último trabalho da atriz antes de se tornar um ícone de várias gerações que acompanharam as aventuras da atrevida boneca Emília na primeira versão do “Sítio do Picapau Amarelo” produzida pela TV Globo entre os anos 70 e 80. Até hoje Reny é apontada por muitos como a melhor Emília que Monteiro Lobato poderia imaginar. No entanto depois de cinco anos encarnando a boneca de pano, a atriz pediu dispensa do programa e saiu alegando falta de reconhecimento do público que não a conhecia sem as maquiagens da personagem. Em 1983, fez uma pequena participação na novela “Final Feliz”, de Ivani Ribeiro e logo se transferiu para o SBT onde protagonizou ao lado de Elaine Cristina o dramalhão mexicano “Anjo Maldito”. Mas foi em Janeiro de 1984 que a atriz surpreendeu a mídia e o público ao posar nua para a capa da revista masculina “Playboy”. Os anúncios diziam “Escândalo no Sitio do Picapau, Emilia tira a roupa! E vira esta morena: Reny de Oliveira”, este fato repercutiu negativamente, pois sua imagem estava muito ligada ao público infanto-juvenil. A atriz tentou voltar a trabalhar para com as crianças em 1987 no infantil “A Nave da Fantasia” da extinta TV Manchete, durou pouco e ela acabou abandonando a carreira e indo morar nos Estados Unidos. Hoje ela coordena a Shiatsu Teraphy Center, está casada e se chama Reny Burrows.